Não somos mais os mesmos, mas, somos nós mesmos!

Na Missa de ação de graças pelos 28 anos da Comunidade Católica Shalom, 09 de julho, no Shalom da Paz, o fundador Moysés Azevedo, dirigiu uma breve palavra à assembléia nesses termos aproximadamente: Esta é uma noite de alegria e ação de graças. Alegro-me porque eu dizia para alguns irmãos antigos neste dia, enquanto nosContinuar lendo “Não somos mais os mesmos, mas, somos nós mesmos!”

Os jovens buscam a beleza no amor

A vocação para o amor é obviamente o elemento de contato mais estreito com os jovens. Como sacerdote me conscientizei disso bem cedo. Sentia como que um impulso interior nesta direção. É preciso preparar os jovens para o matrimônio, é preciso ensinar-lhes o amor. O amor não é uma coisa que se aprende, e todaviaContinuar lendo “Os jovens buscam a beleza no amor”

Não acredito que Deus possa revogar uma vocação dada

“Fostes chamados para a liberdade” e a liberdade é o amor (cf. Gl 5,1.13-18). Nós temos medo da liberdade e por isso gostamos muito das leis, porque nos oferecem segurança. As leis são feitas para as pessoas corajosas que também sabem modificá-las, mudá-las quando for necessário. Tanto é fraco e covarde quem desobedece às leisContinuar lendo “Não acredito que Deus possa revogar uma vocação dada”

As Jibóias, os carneirinhos e os amigos

  Quem não se lembra do Pequeno Príncipe? Quem nunca leu esse livro tão maravilhoso e que imprime em nós, valores sobre o cultivo das relações, especialmente a amizade, de forma tão entusiasta?! Nestes dias estou relendo-o e impressionado com o que ele traduz nas páginas acerca da beleza de se ter um amigo, umaContinuar lendo “As Jibóias, os carneirinhos e os amigos”