A nossa forma de crer e os compromissos humanos

“Novembro é marcado por manifestações a favor das Mulheres. No domingo (25/11/2018), o mundo celebrou o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. Aqui no Brasil, a campanha #VcTemVoz, organizada pelo governo federal, mostra que elas têm voz para denunciar esses crimes, alcançar mais autonomia e conquistar novos espaços” (Governo do Brasil. #VcTemVoz, 25/11/2018). “Conforme relatório daContinuar lendo “A nossa forma de crer e os compromissos humanos”

Uma razão ética como oxigênio

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:”Tabela normal”; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:””; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:”Times New Roman”; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;} As recentes revoltas da juventude nos países árabes (exemplo claro o que acontece na Líbia), no Oriente Médio, mas também na Europa (o que se presenciou na Inglaterra), têm sidoContinuar lendo “Uma razão ética como oxigênio”

Seja qual for a situação, o aborto deve ser evitado!

Na defesa suprema da vida, dizem as religiões, o aborto deve ser evitado em qualquer caso: é melhor alguma mulher ficar com o fruto indesejado do estupro ou da anencefalia do que introduzir na humanidade inteira a ideia de que algum momento um homem possa pôr as mãos sobre a vida de outro homem. OContinuar lendo “Seja qual for a situação, o aborto deve ser evitado!”

A proposta da Igreja na formação da consciência política

Depois que o Estado Moderno se emancipou da religião, especificamente a católica, defendeu veementemente a sua autonomia de forma imperativa e quase que absoluta. Passou-se a pregar que a fundamentação religiosa para as questões de cunho social e político não tem mais nenhuma importância. A legitimação das leis cabe agora ao Estado. Claro, isto implicaContinuar lendo “A proposta da Igreja na formação da consciência política”

A Religião vê a vida humana num arco eterno

Muitos afirmam que a razão do indivíduo, assim como a Razão Jurídica do estado Liberal moderno, padece de um “déficit motivacional”. A Razão agnóstica vê a vida humana num arco, que vai do útero da mãe até a cova no cemitério. Tudo se resolve no tempo. Nesta perspectiva, a dor, a renúncia, o desespero, aContinuar lendo “A Religião vê a vida humana num arco eterno”

Emancipar-se de Deus é a opção menos inteligente que se possa fazer

A autonomia e o progresso da Ciência com suas surpreendentes descobertas em todas as dimensões da vida humana, não garantiram a tal felicidade prometida e esperada para todos os homens, por ocasião do seu amadurecimento previsto para os dias nos quais nos encontramos. Não se nega os avanços da Ciência e os seus benefícios paraContinuar lendo “Emancipar-se de Deus é a opção menos inteligente que se possa fazer”

Ver a lebre…seguir os passos…

Falando de forma apaixonada do filósofo Kierkegaard (ano de nascimento, 1813) o escritor Jostein Gaarder, na sua célebre obra: o Romance da história da filosofia, “O Mundo de Sofia”, afirma: “kierkegaard observava que a Igreja e a maioria dos cristãos de seu tempo tinham uma posição extremamente evasiva em relação às questões religiosas. E eleContinuar lendo “Ver a lebre…seguir os passos…”

ISMOS Modernos: uma teia sedutora!

Não temos dúvida de que os diversos ISMOS modernos, propagados hoje por tantas formas e ideologias, são desafios concretos para a promoção da cultura dos valores perenes. Alguns não são tão modernos assim, mas se revestem de novas seduções enganosas para as consciências e para a vida prática. Dentre esses ISMOS temos os “diversos relativismos”Continuar lendo “ISMOS Modernos: uma teia sedutora!”