O Papa preocupado…

Tenho lido e observado alguns pronunciamentos do Papa Francisco, especialmente no mês de março, quando tenho visto ali a sua preocupação dupla: o rastro de dor e perdas provocadas pela epidemia que assola o mundo, causando apreensão e angústia, prejuízos humanos e econômicos, como também tenho visto, incisivamente, a sua preocupação com os pobres, osContinuar lendo “O Papa preocupado…”

Natal todo dia: oração da caridade

Artigo de João Eudes Costa Há séculos, a data de 25 de dezembro, quando comemoramos o nascimento de Jesus, sofre contestação, talvez pelo fato de o evangelho não indicar dia nem mês do Natal de Cristo. Registros enciclopédicos informam que a data de 25 de dezembro foi fixada a fim de cristianizar grandes festas pagãs,Continuar lendo “Natal todo dia: oração da caridade”

Na escadaria da fé, esperando o Natal

Durante os dias do Advento muitos de nós estivemos assim, de joelhos a rezar e a esperar o cumprimento das promessas de Deus. Se não pelo gesto físico, mas certamente a maioria procurando viver o dobrar-se dos “joelhos do coração”, o mais importante dos gestos. São tantos pedidos por tantas necessidades, não somente por nós,Continuar lendo “Na escadaria da fé, esperando o Natal”

A vivência da caridade

“Quando deres uma festa convida os pobres (…). Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos” (Lc 14, 14). Jesus fala da fundamental vocação à caridade e à gratuidade cristã, sobretudo para com os mais necessitados. É inegável a percepção do sentido do texto. Porém,Continuar lendo “A vivência da caridade”

Os pobres: trampolim para a promoção dos políticos!

O Irmão de Assis viu que as pessoas nunca amam o homem puro, a criatura despojada. Amam as qualificações sobrepostas às pessoas. Mas quem vai amar a pessoa quando começa a falhar, um por um, todos os pólos de atração, sobrando apenas a criatura pura e nua? Quem vai olhar para ela? Quem se aproximará?Continuar lendo “Os pobres: trampolim para a promoção dos políticos!”