“Eis que eu farei coisas novas…”

Maravilhosamente e providencialmente a Liturgia da Palavra do 7º Domingo do Tempo Comum traz uma rica mensagem sobre a misericórdia de Deus que está para além de nossas fraquezas e pecados. Ao mesmo tempo nos exorta e proporciona o despertar da consciência de que o pecado gera em nós “fadiga para com as coisas deContinuar lendo ““Eis que eu farei coisas novas…””

Desistir por causa de nossas fraquezas? Jamais!

A Liturgia da Palavra do Tempo do Advento é mesmo de grande providência divina para o que precisamos viver como Igreja, como Sociedade, mas, sobretudo, como pessoa batizada e católica. Falamos muito da necessidade da escuta da Palavra, que já é um milagre em nossos dias de muitas correrias e compromissos, mas quase sempre esquecemosContinuar lendo “Desistir por causa de nossas fraquezas? Jamais!”

Ao abrigo da sua misericórdia, os corações feridos curam

Com a palavra: Papa Bento XVI:  A Virgem Maria experimentou, no seu grau mais excelso, o mistério do amor divino: “A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem” (Lc 1, 50) – exclama Ela no seu Magnificat. Com o seu “sim” ao chamamento de Deus, contribuiu para a manifestaçãoContinuar lendo “Ao abrigo da sua misericórdia, os corações feridos curam”

Correção fraterna: felizes os que voltam à luz

A correção fraterna é algo não tão fácil de viver em dias como os nossos, no quais vemos fortemente a vivência da fé numa perspectiva isolada, a ponto de gerar indiferença e descompromisso com o outro que celebra o mistério conosco. A Igreja primitiva tratava o processo da conversão com muita seriedade e não seContinuar lendo “Correção fraterna: felizes os que voltam à luz”

Uma noite no Halleluya em que muitos se sentiram como Madalena

A Igreja celebrou no dia de ontem, 22 de julho, a feliz memória de Santa Maria Madalena, a prostituta que fora transformada pela graça de Deus numa mulher nova. A meditação do Evangelho que antecede a adoração a Jesus Eucarístico em cada noite do Festival Halleluya foi feita neste dia por Maria Emmir (Cofundadora daContinuar lendo “Uma noite no Halleluya em que muitos se sentiram como Madalena”

Matemáticos e evangelizadores

Aprendi que a teologia, muito mais que a filosofia, faz a pergunta pelo homem, pelo sentido de sua existência, pela sua origem e seu destino, pela verdade sobre si mesmo e sobre o Seu Criador. Aprendi que na teologia a pergunta pelo homem não pode ser formulada autenticamente se não parte do princípio fundamental deContinuar lendo “Matemáticos e evangelizadores”

Osama Bin Laden, as outras formas de extremismos e a Paz

A notícia da morte de Osama Bin Laden, líder maior da organização terrorista Al Qaeda, responsável direto pelo ataque de 11 de setembro de 2001, foi mesmo uma grande surpresa para os americanos e para o mundo, divulgado pelo presidente norte-americano neste dia, 02 de maio de 2011. Rapidamente as imagens da comemoração dos cidadãosContinuar lendo “Osama Bin Laden, as outras formas de extremismos e a Paz”

Padre, confesse-me, por favor!

Nunca foi tão desafiante falar do pecado como em nossos dias de secularização, ou seja, dias nos quais a Ciência e a técnica se empenham não somente para mostrar a evolução maravilhosa do cérebro humano, mas, juntamente com este feito, desbancar os alicerces da fé, desautorizar Deus de ser o Criador do Homem e deContinuar lendo “Padre, confesse-me, por favor!”

Apesar da fragilidade da minha fé…

RENASCER 2011: DEUS É A FELICIDADE! A Santa Missa do 1º dia do Renascer (Fortaleza) foi um momento no qual, de forma especial, todos nós pudemos mais intensamente suplicar a Deus pela nossa cura interior, seja espiritual ou psíquica, e também física. Antes da benção final o Santíssimo Sacramento passou entre os presentes no ginásioContinuar lendo “Apesar da fragilidade da minha fé…”

Por minha culpa, minha tão grande culpa!

Aproveitei a celebração da Santa Eucaristia do 5º Domingo Tempo Comum, especialmente no momento do ato penitencial, para fazer o que se chama no ato litúrgico de “revisão de vida”. Trata-se de uma sadia auto-acusação tendo como alvo a misericórdia de Deus, a partir do reconhecimento de nossas fraquezas e pecados, quando com eles ferimosContinuar lendo “Por minha culpa, minha tão grande culpa!”