Deus e sua providência amorosa

“Reservei-te, e não me reconheceste” (Is 45, 4), disse Deus ao rei Ciro. Este, de fato, não conhecia a Deus, mas foi instrumento para a Sua obra na vida do povo de Israel quando fora “ungido como rei” para o exercício político. Deus é assim: sabe sempre se utilizar de pessoas e meios diversos paraContinuar lendo “Deus e sua providência amorosa”

Teresa de Ávila: "Eu quero ver Deus!"

Quando ainda criança Teresa de Ávila (1515-1582) disse aos pais: “Eu quero ver Deus”. Seria esta a sua maior inquietação da vida. Para isto orientou sua existência, suas procuras e fadigas. Teve ela que crescer na humildade cristã e reconhecer sua própria hipocrisia, o que a fez pedir com coragem uma radical mudança de vida.Continuar lendo “Teresa de Ávila: "Eu quero ver Deus!"”

A conhecida contradição vivencial da fé

“As pessoas continuam indo à igreja, mas a Igreja continua perdendo seu espaço na sociedade pós-moderna”, dizem alguns críticos. É tão complexa e estranha esta análise de que a Igreja “perde espaço” na sociedade. Primeiro: o conceito de espaço na vivência da fé é redefinido quando o assunto é o anúncio do Evangelho ao HomemContinuar lendo “A conhecida contradição vivencial da fé”

O mistério das quatro noites da nossa salvação

Queridos irmãos e irmãs, amigos leitores deste espaço de fé, chegou para nós o amanhecer do Grande Dia, a Páscoa da Ressurreição, e ela teve início quando “ainda era noite” (Mc 16,2), por isso também vivida pela Igreja na Solene Vigília Pascal, a mãe de todas as Vigílias. A simbologia usada nesta Santa Missa é,Continuar lendo “O mistério das quatro noites da nossa salvação”

Fazer memória de uma pessoa

A Liturgia da Palavra deste dia, 04 de março, faz um elogio aos “homens de piedade” e exalta o valor da fé na vida do cristão. Fazendo memória, o livro do Eclesiástico (Cf. 44, 1.9-13) deixa claro o vazio de significado na vida de alguns “famosos”, antepassados do Povo de Israel, quando uns caíram noContinuar lendo “Fazer memória de uma pessoa”

Gestos bonitos que edificam mais que palavras

Sempre ficamos muitos felizes quando presenciamos gestos bonitos, os quais nos comunicam uma mensagem carregada de sentido e assim nos edificam, foi o que testemunhei nesta manhã (29 de novembro), quando passava em frente à Igreja Nossa Senhora da Conceição (Prainha / Centro histórico de Fortaleza): um senhor humilde, com o seu carrinho de venderContinuar lendo “Gestos bonitos que edificam mais que palavras”

Ser tragado outra vez pelo dinamismo criativo da vida

Reaprender hábitos saudáveis, desfazer as mágoas, exercitar o perdão, repensar a vida, recontar os dias, pesar os desencontros e o termômetro da esperança, refazer as ações para o bem, enamorar-se com o amor, ser tragado outra vez pelo dinamismo criativo da vida, são mesmo realidades concretas e contínuas na existência humana, especialmente em determinadas situações.Continuar lendo “Ser tragado outra vez pelo dinamismo criativo da vida”