Uma vida sem a Cruz de Cristo chama-se inferno

Homilia do Pe. Aristóteles, CCSh. – Shalom de Fátima, Liturgia do 22º Domingo TC, 28 de agosto de 2011. Irmãos e irmãs, A Liturgia da Palavra deste domingo é muito significativa em sua mensagem e, temos de dizer, muito forte. E começamos já falando da pessoa de Pedro, este que é tão parecido conosco. ComoContinuar lendo “Uma vida sem a Cruz de Cristo chama-se inferno”

A “ética do guerreiro” para o cristão

A literatura bíblica do Antigo Testamento se valeu tantas vezes do termo “valente guerreiro” atribuído ao Senhor, Deus de Israel, Aquele que vence todas as batalhas. A certeza de que Deus estava no acampamento, a caminhar com o seu povo, era certeza de que a batalha seria ganha, ainda que o exército inimigo fosse deContinuar lendo “A “ética do guerreiro” para o cristão”

Uma forma maravilhosa de Jesus abraçar os jovens

PARTE 4 – Esta publicação corresponde a uma “partilha” (conforme minhas anotações) do Curso para os jovens sobre a “vida e vocação de João Paulo II”, ministrado no Renascer 2011, por Moysés Azevedo (Fundador da Comunidade Católica Shalom). No Ano Internacional da Juventude, 1985, o papa João Paulo II dá um presente aos jovens, aContinuar lendo “Uma forma maravilhosa de Jesus abraçar os jovens”

O caminho da Palavra de Deus passa pela cruz

Não é possível seguir a Palavra de Deus sem passar pela cruz, sem passar pelas bofetadas que desfiguram humanamente o rosto, mas que tornam luminosos o coração daqueles que amam verdadeiramente a Deus. O cristianismo se deu conta, e o Papa Bento XVI tem proclamado e alta voz, que nós somos uma minoria destinada aContinuar lendo “O caminho da Palavra de Deus passa pela cruz”

É difícil ressuscitar sem passar pela morte

Não é fácil acreditar que a lógica de Deus não é a nossa. Deus se anuncia por meios que o mundo despreza. Produto nenhum se anuncia com a cruz, com o sofrimento, porque assim ninguém os desejaria. Mas a lógica de Deus é outra, a cruz é o carimbo que valida tudo o que dizemos.Continuar lendo “É difícil ressuscitar sem passar pela morte”

O mundo sem Deus não se torna um paraíso, mas um inferno!

“Enraizados e fundados em Cristo… firmes na fé” (cf. Cl 2, 7). A Carta da qual é tirado este convite, foi escrita por São Paulo para responder a uma necessidade precisa dos cristãos da cidade de Colossos. Com efeito, aquela comunidade estava ameaçada pela influência de determinadas tendências culturais da época, que afastavam os fiéisContinuar lendo “O mundo sem Deus não se torna um paraíso, mas um inferno!”

Apesar das dores da cruz, a ternura de Deus não muda para conosco!

Dentro de uma breve palavra na memória Litúrgica de Nossa Senhora das Dores, ressalto um dos aspectos de Maria na sua relação com o mistério da dor e do sofrimento pelo qual passara como pessoa humana, que foi, sem dúvida, a sua fé. Não uma fé, evidentemente, passiva, ou seja, de quem diz: tenho mesmoContinuar lendo “Apesar das dores da cruz, a ternura de Deus não muda para conosco!”

Existe um louvor que só se dá da cruz

Cada um de nós, de alguma forma, já foi tocado e marcado por canções sacras que realizaram verdadeiras transformações dentro de nós. É assim quando nos lembramos de algo que vivemos com alguém, de um acontecimento ou de um processo vocacional. Às vezes podemos estar vivendo uma situação ou, quem sabe, já tenhamos passado porContinuar lendo “Existe um louvor que só se dá da cruz”

A fé não é amuleto, mas participação na vida divina!

É fácil adquirir certa capacidade intelectual – que é característica do ser humano, ser alguém que pensa, que questiona, que pergunta, que quer aprender e crescer – e, no entanto, ao atingir a “idade da razão” passa a se sentir o “dono da verdade”. E o pior, estas pessoas veem-se no direito de massacrarem aContinuar lendo “A fé não é amuleto, mas participação na vida divina!”

A oração nos leva a perguntas fundamentais

É bastante rico de significado teológico o fato de Jesus estar rezando num lugar à parte e junto com Ele se encontrar seus discípulos, e vindo a interrogar-lhes: “Quem diz o povo que eu sou?” (Lc 9,18).  Jesus escuta com atenção a resposta dos discípulos e não sabemos o que achou delas. No entanto, oContinuar lendo “A oração nos leva a perguntas fundamentais”