A vivência da caridade

“Quando deres uma festa convida os pobres (…). Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos” (Lc 14, 14). Jesus fala da fundamental vocação à caridade e à gratuidade cristã, sobretudo para com os mais necessitados. É inegável a percepção do sentido do texto. Porém,Continuar lendo “A vivência da caridade”

Levanta-te e fica aqui no meio…

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:”Tabela normal”; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:””; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:”Times New Roman”; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin;} O episódio bíblico em que descreve a cura do homem da mão seca, realizada por Jesus na sinagoga (cf. Lc 6,6-11), éContinuar lendo “Levanta-te e fica aqui no meio…”

Aprendendo a viver a humildade…

Nos dias passados e recentes vivi uma experiência na Faculdade que me fez depois pensar sobre a virtude da humildade – que se confunde com a caridade -, a partir de mim, depois do outro. Lembrei disso hoje pela manhã e resolvi aqui partilhar. Meu professor de Teologia Moral (Bioética), explicava-nos sobre o percurso históricoContinuar lendo “Aprendendo a viver a humildade…”

O céu que começa quando a caridade é realidade nas nossas vidas.

As nossas novas gerações trazem impregnadas nas suas consciências, certo determinismo e uma tendência às projeções e culpabilização dos nos nossos insucessos e infelicidades. Claro que existem as influências culturais, sociais e familiares, devido “determinismos biológicos” e a convivência, mas não os determinismos escravizantes e paralisantes de que pensou Freud, compreendendo que  “um acontecimento traumáticoContinuar lendo “O céu que começa quando a caridade é realidade nas nossas vidas.”

O Pai corre, o filho anda! A misericórdia se apressa, o arrependimento caminha!

Compartilho neste texto um pouco da minha meditação e compreensão acerca da rica Liturgia da Palavra deste XXIV Domingo do Tempo Comum (Ex 32,7-11.13-14; Sl 50/51; I Tm 1,12-17; Lc 15,1-32). – Segunda Parte – As parábolas da misericórdia As parábolas da misericórdia constituem o núcleo do evangelho de Lucas. De forma muito simples euContinuar lendo “O Pai corre, o filho anda! A misericórdia se apressa, o arrependimento caminha!”

"…e foi levado para o céu"

“…e foi levado para o céu” (Lc 24,46-53) A Festa Solene da Ascensão do Senhor, ou seja, do mistério da sua elevação aos céus, o que é dado da fé nos passado pelas Sagradas Escrituras e testemunhado pelos apóstolos, parece-nos estranha em tempos como os nossos onde se prega um estado de imanência como fimContinuar lendo “"…e foi levado para o céu"”

Fazer da caridade o dom por excelência

Ficamos mesmo muito impressionados com a nossa forma exclusivista de tratarmos as pessoas que pensam diferente de nós, que creem de outro jeito e que não temem dizer que são até mais felizes do que nós. Parece que quanto mais cremos e dizemos que amamos a Deus e ao próximo, mais construímos juízos e separaçõesContinuar lendo “Fazer da caridade o dom por excelência”