Epifania do Senhor: um amor que rompe as fronteiras

Artigo do Pe. Fernando Torres, cmf. Deus se fez carne. Esse é o ponto central da celebração do Natal. Mas esse acontecimento tão transcendental para a história da humanidade e do mundo leva consigo uma limitação necessária: acontece em um tempo e lugar reais. Não poderia ser de outra maneira. No final, o lugar éContinuar lendo “Epifania do Senhor: um amor que rompe as fronteiras”

As relações e o Amor…

Quando nos deparamos com os nossos bloqueios nos relacionamentos, quando nos consideramos sozinhos e desencontrados de alguém ou dos outros que participam de nossa existência ou que cruzam nossa cotidianidade, ou ainda dos que estão em nossas “páginas sociais”, podemos pensar que tudo seja a verdade dos novos tempos, que há “contatos”, mas não háContinuar lendo “As relações e o Amor…”

Ao lado de quem amamos e somos amados

Realizar-se no amor como vocação a dois, como fruto de um encontro e de uma convivência, da escolha mútua e do descobrir-se um no outro, é o anseio de cada coração que deseja a felicidade. Felicidade esta que quando construída e compartilhada por dois corações que se amam, torna-se um único sonho, uma única direção,Continuar lendo “Ao lado de quem amamos e somos amados”

Por que não deixei o sacerdócio

Forte e belo testemunho sacerdotal descrito por Frei Patrício Sciadini – Leia-o e reze pelos padres, faça chegar este texto a todos os sacerdotes que você conhece. Fiquei muito comovido, pregando retiro dos padres de uma diocese. No encerramento, na celebração eucarística, dei a palavra ao sacerdote mais idoso, 83 anos, um holandês alto, quaseContinuar lendo “Por que não deixei o sacerdócio”

Adorar em nós a Santíssima Trindade

Testemunha Frei Patrício Sciadini: A minha experiência do amor trinitário aconteceu quando encontrei um livro pequeno chamado “retiro com a Beata Elisabeth da Trindade”. Nem sabia bem quem ela era, mas sabia que era carmelita. Ao ler, encontrei a famosa elevação à Santíssima Trindade. Li e reli e foi como se “escamas dos meus olhosContinuar lendo “Adorar em nós a Santíssima Trindade”

Os detalhes no acasalamento do amor

Situando a convivência do casal no vínculo matrimonial, jamais podemos deixa de evidenciar os valores que dão contorno e sustentabilidade a esta experiência chamada sempre ao estado de vida definitiva. Os amantes querem a escolha continuada um do outro, preservada e cultivada pelos detalhes, mais do que pelos grandes milagres. Este grande milagre já éContinuar lendo “Os detalhes no acasalamento do amor”

Curar os ferimentos sem nutrir ódio pelos que nos feriram

Ganhar e perder são dois lados de um mesmo caminho. (…) Quando alguém nos magoa, nós só temos duas possibilidades. A vingança ou o perdão. A primeira nos tornará felizes por algumas horas, ou até mesmo por alguns dias. A segunda nos possibilitará uma felicidade que poderá durar a vida inteira. (…) A escolha doContinuar lendo “Curar os ferimentos sem nutrir ódio pelos que nos feriram”

Ser “ponte” para que o amor viva o seu encontro

Quando analisamos o percurso histórico e os contextos nos quais se davam os laços matrimoniais, não é difícil constatarmos num tempo não muito distante, como tudo era muito complicado, embora se diga que os frutos eram melhores do que os que emanam das relações conflituosas de nossos dias. Não se podia imaginar a “autonomia daContinuar lendo “Ser “ponte” para que o amor viva o seu encontro”

A existência de Deus

Em 2006 em sua emotiva visita ao campo de concentração de Auschwitz, sua santidade, o papa Bento XVl exclamou: “Por que, Deus, o Senhor permaneceu em silêncio? Como pode tolerar tudo isso? Onde estava Deus naqueles dias? Por que ficou em silêncio? Como pode permitir massacre sem fim, esse triunfo do mal?” A compreensível angústiaContinuar lendo “A existência de Deus”