Reserva de felicidade

Dra. Zenilce Vieira Bruno, Psicóloga, Sexóloga e Pedagoga Leitores acostumados com meus artigos, reconhecem a expressão do título, muitas vezes usadas quando me refiro a aproveitar oportunidades de sermos felizes e de não segurar emoções. Acredito que podemos nos relacionar voluptuosamente, extraindo alegrias dos momentos de encantamento, nos aprofundando lenta e saborosamente nas delícias deContinuar lendo “Reserva de felicidade”

Namoro: aprofundar, não afundar

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:”Tabela normal”; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:””; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:”Times New Roman”; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin;} O tempo do namoro requer este itinerário: aprofundar a experiência da descoberta um do outro, fortalecer os vínculos da amizade e doContinuar lendo “Namoro: aprofundar, não afundar”

Diante de Deus mendigando e agradecendo

A Igreja reza cada manhã as Laudes como parte essencial da Oração das Horas, santificação do dia através da oração comunitária, ainda que o façamos sozinhos. A invocação inicial marcado pelo sinal da cruz sobre nós assim diz: “Vinde, ó Deus, em meu auxílio. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e aoContinuar lendo “Diante de Deus mendigando e agradecendo”

O Amor de Deus está conosco

 A narrativa do capítulo 19 de Gênesis (15-19), no tocante à fuga de Ló e sua família para não morrerem com a destruição das cidades de Sodoma e Gomorra, apresenta-nos uma rica possibilidade hermenêutica, ou seja, de interpretação contextualizada, e não absurda. Nas entrelinhas está a fidelidade de Deus à sua promessa feita a Abraão,Continuar lendo “O Amor de Deus está conosco”

Muito da graça da vida devemos aos amigos

“Robinson Crusoé, solitário em sua ilha, torna-se lentamente estúpido”. Qual a razão disso, poderíamos nos perguntar. É possível compreender que a questão se justifica pelo fato de que, os pensamentos dos outros nos são necessários, que seu olhar nos completa, faz parte da identidade que construímos. Cada ser humano deseja e necessita ser reconhecido porContinuar lendo “Muito da graça da vida devemos aos amigos”

Vem, amigo Jesus, vem depressa!

A ressurreição de Lázaro é um sinal, legível em vários níveis. É celebração do nosso batismo. No dia do batismo, a Igreja se dirige ao catecúmeno como faz com o cristão que caiu no pecado: “Lázaro, vem para fora”; Cristo e a Igreja dizem: “Tirai-lhe as faixas e deixai-o ir”; as faixas do pecado caemContinuar lendo “Vem, amigo Jesus, vem depressa!”

Celibato: o corpo se compromete com os valores do coração!

PARTE 5 – Esta publicação faz parte das “pequenas partilhas” (a partir de minhas anotações), do Curso aos Jovens sobre Teologia do Corpo (baseado na Teologia e vida de João Paulo II), ministrado no RENASCER 2011, por Meyr Andrade (Consagrada na CVSh, Missionária na Diaconia Geral Shalom). Quero dizer a vocês, caríssimos jovens, uma breveContinuar lendo “Celibato: o corpo se compromete com os valores do coração!”