Viralizemos a força extraordinária do amor

Costumamos dar muita ênfase ao negativo, viralizar as más notícias da internet (ou não), comentar os fatos ruins, querer ver o horrível e acostumar-se com o anormal. O que não nos damos conta é que isso é um veneno para a mente, o corpo e nossa dimensão espiritual. Até mesmo as pessoas que trabalham e prestam serviço ao trágico o fazem de forma que procuram neutralizar os efeitos em si, preservando a compaixão e a solidariedade. Por trás da situação existe uma pessoa, sentimentos, dor e a necessidade, irrenunciável, de respeito.

Em dias midiáticos como os nossos curtir, comentar e compartilhar o horrível parece que viraram moda, infelizmente. Sinaliza o inconsciente: posso até ajudar, mas isso está em segundo plano, primeiro preciso filmar (registrar no celular), ter a notícia original para os contatos, ser alguém a noticiar a surpresa e a novidade. Por outro lado nos debruçamos sobre isso e o tratamos como algo normal, banal. Considero trágica a maneira como tratamos nossos sentimentos e nossa sensibilidade humana.

Aos cristãos e aos homens de boa vontade há a necessidade urgente de nos humanizarmos e não perdemos o bom senso, a ética, a justiça e o amor. Cuidemos de nossos sentidos, cultivemos o que edifica e viralizemos a força extraordinária do amor!

Por: Antonio Marcos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: