O trabalho edifica a nós e a vida do outro

A fadiga da correria do dia é quase sempre uma constância para quem cumpre honestamente suas atividades através do trabalho. Nossos compromissos nos abraçam e damos a eles o melhor de nós. Tudo depende do grau de nossos valores e profissionalismo. É o mercado na sua intensa atividade de exigir o trabalho e a doação plena.

“O trabalho é um direito fundamental, uma vocação do homem e é inseparável da sua dignidade”, como diz vastamente a Carta Encíclica LABOREM EXERCENS (João Paulo II, 1981). São infinitas as questões que contradizem o valor do trabalho humano quando nos referimos a uma sociedade de opressores, quando sempre cresce a maioria mais pobre e com grandes lucros aos ricos.

Independente dos contextos dolorosos dos dias modernos, de forma especial o desemprego e os salários injustos da grande maioria, deve prevalecer sempre a nossa identificação, realização e dedicação com o que nos é confiado todos os dias. O trabalho deve ser uma forma de colaborarmos com o progresso social e humano, pois temos todas as oportunidades para fazer valer apena nossas fadigas. Cada ato humano no trabalho pode ser uma forma de edificação da vida nossa e dos outros.

Por Antonio Marcos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: