Namorados: construir a vida juntos, um desejo de Deus

É delicado, porém bonito falar do namoro, e o quero fazer de forma breve, mas significativa. Esta é uma necessidade da pessoa. Todos queremos encontrar alguém, ou ser encontrado, para então, deste encontro, deixar a vida se entrelaçar em suas etapas necessárias até chegar ao vínculo maior. As diferenças, é claro, vão se alinhando e se ajustando sem perdermos a nossa identidade. Confesso que este é um caminho profundamente apaixonante! 
É bonito e meio louco o fogo da paixão, mas ele amadurece sem jamais perder o calor, o encanto, a sedução, o respeito, as mudanças próprias, o compromisso e a dedicação que pede a escolha. Sem essa combinação o amor dos namorados definha e o coração, o corpo, a alma e os sonhos da felicidade querem se apaixonar outra vez, mesmo que isso implique  em perder o cordão umbilical, pois, afinal, o namoro é um caminho de maturação até à simbiose. Nada deve impedir o desejo ardente da felicidade, nem mesmo os erros, mas é verdade que os namorados vivem uma identificação mútua e isso, necessariamente, purifica a vida, as ações, os pensamentos, a nossa vida egoísta e individual. O amor a dois pede comunhão nas chegadas e partidas!  Construímos juntos uma história irrepetida, original, e simplesmente nossa!
O namoro tem como vocação gerar comunhão e encontros de felicidade. Todos os dias descobrimos a quem amamos. Nossa memória afetiva vive a saudade de forma intensa e não consegue se livrar dela. Cada experiência nos refaz e nos conduz ao melhor de nós. Quando namoramos geralmente somos os “criadores do nosso mundo”. Paciência, pois Deus quis assim com os enamorados! A Bíblia nos conta exemplos lindos, embora, em nossos dias, o namoro viva os seus desafios próprios, mas o centro permanece: o amor!
Desejamos que o relacionamento se mantenha vivo, porque namorar é construir, nunca destruir! Namorar não é o fim, mas uma etapa importante da vida, digo, de toda a vida, pois também os casados vivem um eterno namoro! É verdade que não precisamos dele para seguir e estar feliz, realizado e encontrado, mas para somar com a nossa vida, caminhar juntos no universo do coração e do amor e viver a vocação de ser para o outro dentro deste vínculo. O dia dos namorados requer a felicitação e a profunda gratidão porque é muito bonito e misterioso a gente estar ligado a uma pessoa, mutuamente, caminhar com ela e construir a vida assim, juntos! Parabéns! 
Antonio Marcos 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: