A flor nasce mesmo entre as pedras


No Dia de Finados os cemitérios cobrem-se de flores. As flores são um modo carinhoso de demonstrarmos a nossa saudade, o amor que ainda nos une àqueles que Deus já chamou a si. As flores, com sua beleza, são também um símbolo da vida. Da vida eterna que todos esperamos. A flor é a vitória da vida. A flor nasce mesmo entre as pedras. A flor é vida nova.  A flor, sobre uma sepultura, é proclamação de fé: acreditamos, temos certeza que da morte iremos desabrochar também para uma vida nova. Como diz S. Paulo, nosso corpo é sepultado como semente confiada à terra. Da semente, desta nossa limitada vida humana, Deus fará que nasça, desabroche em direção ao sol da vida, a flor de nossa ressurreição com Cristo.
Fonte: Dom Irineu Scherer. Meditações para viver a esperança, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: