Olhai, pois, para esses pais, para o teu papai, amai-o!


Grande gratidão se deve aos pais que honram a missão recebida de Deus. Quanta alegria para com os pais que “tudo suportam e tudo creem” para amarem e cuidarem da família até às últimas consequências. São falhos, erram tantas vezes, mas querem unicamente o bem de seus filhos. Como não se alegrar com a missão da paternidade responsável que sinaliza o futuro da Família segundo o coração de Deus! É preciso lembrar neste dia a coragem do amor na hora da correção, daquele “não” que partiu, primeiramente seus corações, e que sofreram quando agiram erroneamente na tentativa de proteger. Esse tipo de pai ama muito a sua esposa em qualquer circunstância e situação. Este tipo de pai não quer decidir sozinho, mas dialoga, pergunta, questiona, corrige, defende, ama, agradece, elogia, promove o fruto também de suas entranhas.
O pai de tantas horas, de tantas lembranças e emoções. O pai daquela hora dolorosa em que precisamos do seu ombro, da sua palavra, do seu olhar e da sua confiança em nós. O pai amigo, mas sempre pai, inconfundivelmente pai. O pai mesmo quando a doença chega, quando as situações escureceram, quando a perda dilacera o coração; o pai, sempre pai nas alegrias, nas conquistas, nas horas impossíveis de serem esquecidas. Nossa, como eles são importantes! Como o meu pai foi importante na presença ou na ausência! Muitos não têm a felicidade de terem um pai neste dia ou, de ao menos, lembrarem que tiveram um pai que marcou suas vidas e por isso podem chorar neste dia e ficarem tristes, mas nada consiste em acidente nas nossas vidas. Tudo tem um fio condutor que foge tantas vezes da nossa percepção e compreensão. Para Deus tudo tem um começo, um meio e um fim!
Hoje é um dia privilegiado para a oração, a gratidão, a reconciliação e para a celebração. Jesus, quando se sentiu sozinho, perguntou: “Pai, por que me abandonastes?” Talvez seja o seu o mesmo grito de Jesus, mas certamente o Pai do céu, este que habita em ti, conhece o melhor para as nossas vidas. Os nossos planos não são os seus. O Pai, o meu Pai, o teu Pai, tudo concorre para o bem dos que amam a Deus.
Muito obrigado ao Pai corajoso que é testemunha da construção de uma Família segundo a mentalidade do Evangelho. Gratidão ao Pai que diz não ao aborto e a todo ato e ideia que vão contra a dignidade da Família e da própria missão da paternidade responsável. Um dia de ação de graças para o pai que permanece fiel à sua esposa e que luta até o sangue para manter a pureza e a beleza do seu matrimônio e da sua Família.
Gratidão ao pai que não se deixa arrastar pela mentalidade consumista e hedonista. A esses pais, gratidão, mesmo que já não estejam mais conosco ou que se encontrem doentes ou em tantas outras situações. Sim, as maravilhas de Deus, elas não terminaram; olhai, pois, para esses pais, para o teu papai, amai-o! Parabéns! Feliz dia dos Pais! Obrigado meu Pai!

Antonio Marcos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: