Observar e esperar…


As primeiras reações de um refugiado em Auschwitz (Parte I)
Desfez-se assim, uma após outra, qualquer ilusão que alguém do grupo eventualmente ainda estivesse nutrindo. A maioria de nós agora é tomada de algo inesperado: humor negro! Sabemos que nada mais temos a perder a não ser uma vida ridiculamente nua. Debaixo do chuveiro, fazemos comentários engraçados, que pretendem ser gracejos. Em atitude meio forçada, cada qual se diverte primeiro consigo mesmo, depois também com os outros. Afinal, do chuveiro realmente sai água!
Além do humor negro aparece ainda outra sensação: curiosidade. Conheço essa reação numa outra área, como atitude básica em situações especiais na vida. Sempre que eu estava em perigo de vida, em ocasiões anteriores – por exemplo, em quedas, ao escalar montanhas, das quais me saíra bem – , tive, durante frações de segundos, a mesma atitude frente ao que repentinamente estava sucedendo: curiosidade – vontade de saber se eu escaparia com vida ou não, com uma fratura na base do crânio ou em outro lugar etc. Também em Auschwitz dominava esse espírito de curiosidade praticamente fria, que, distancia as pessoas do seu mundo, fazendo-as encará-lo com objetividade. Com a atitude de observar e esperar, a alma retrai-se e procura salvar-se para outro lugar. Estávamos curiosos por saber o que aconteceria agora e quais seriam as conseqüências. Por exemplo, as consequências de se ficar completamente nu e molhado ao ar livre no frio do outono avançado. Nos dias seguintes, a curiosidade cedeu lugar à surpresa; surpresa, por exemplo, de não se pegar resfriado. 
Fonte: Viktor Frankl. Em Busca de Sentido, 2009.      

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: